Últimas Notícias

Pilates – A conexão entre cérebro e mente

Que a prática de atividade física faz bem ao corpo e a mente, muita gente já sabe, mas quando decide-se sair do sedentarismo e embarcar em novos hábitos para saúde, estimula-se não apenas a parte física, mas sim a mental. Alguns exercícios específicos como os realizados por meio da técnica de Pilates tem o poder de proporcionar efeitos positivos ao cérebro.
 
Um dos primeiros benefícios que podem ser observados é o aumento de concentração, ao realizar cada movimento do Pilates é preciso se manter atento e concentrado para controlar o corpo. Com o passar dos dias e da prática, o cérebro passa a trabalhar o corpo e a mente constantemente.
 
“Há um estímulo na concentração durante todas as aulas, sem ela não conseguimos evoluir em nenhum exercício. Como consequência disso, aprendemos a incorporar uma concentração maior nas tarefas do dia-a-dia, tudo porque aprende-se a se concentrar e acalmar a agitação mental por meio dessa atividade”, afirma Patrícia Bueno, diretora do Studio Pilates Patricia Bueno.
 
Devido aos constantes estímulos da rotina, aos poucos algumas pessoas começam a observar a perda de memória de curto prazo, o esquecimento de datas, eventos importantes, ou até mesmo onde colocou-se o carro no estacionamento. A culpa seria da idade ou da morte dos neurônios? Nenhum dos dois! Todos os neurônios que morrem se regeneram, a culpa deste esquecimento é da redução do número de conexões entre os neurônios.
 
Este esquecimento se dá por uma simples razão, a falta de uso. Assim como se atrofia um músculo, a mente também para de realizar ligações. As neurotrofinas são moléculas que realizam está ligação, além de produzirem e secretarem as células nervosas e atuarem como alimento para manterem-se saudáveis, quanto mais ativas, mais quantidades de neurotrofinas são produzidas gerando mais conexões entre locais distintos do cérebro.
E como pode-se ativar as neurotrofinas? Com a prática do Pilates, a realização dessa atividade que foge da rotina e exige atenção constante faz com que o cérebro se torne mais flexível, ágil, libera mais neurotrofinas e aumenta a capacidade de memória.
 
“Com a nossa rotina, surgem inúmeros fatores que contribuem para o surgimento do estresse, nessa condição os hormônios acabam gerando tensões musculares, que resulta músculos tensionados e quadros dolorosos de espasmos (tirei umas ultimas palavrinhas).
Segundo Patricia, o Pilates é uma técnica de exercícios que estimula físico e a mente, sem gerar desgaste e nem monotonia, pois existe um repertório com muitos exercícios que possibilitam muitas variações. No decorrer das aulas é trabalhado a respiração com o objetivo de fortalecimento e relaxamento,  que  favorece a diminuição do estresse.

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*